quinta-feira, 29 de maio de 2014

Muros de pedra, marcadores de paisagem




De norte a sul, os muros de pedra são uma constante das nossas paisagens e, talvez por serem tão frequentes, não lhes seja atribuída a importância que mereceriam.


Há muitos anos que os homens têm vindo a usar e adaptar os muros de pedra a diferentes funções. Quer sejam para delimitar ou defender propriedades, para segurar terra em socalcos ou para evitar a erosão dos solos, estas estruturas têm uma beleza e história inerentes que os transformam em muito mais que simples conjuntos de pedras.


Do ponto de vista ecológico os muros de pedra são estruturas de elevada importância para diversas espécies da nossa fauna e flora. Os muros são, por exemplo, locais de nidificação de várias espécies de aves como a carriça ou o chasco-preto. Estas estructuras podem também ser usadas como locais de abrigo para pequenos mamíferos como a doninha, alguns micromamíferos ou mesmo morcegos.
 


Também os répteis encontram nos muros de pedra excelentes abrigos ou locais de hibernação. Para algumas espécies de invertebrados os espaços entre as pedras de um muro podem representar locais de abrigo, de reprodução ou mesmo locais de invernada.


Dependendo da exposição e da tipologia do muro, também as plantas podem ali encontrar micro-habitats específicos e adequados às suas necessidades.



Algumas ligações de interesse:


2 comentários:

disse...

Realmente nunca tinha pensado na importância destes muros para a Natureza..
Bom post!

Luís Braz disse...

Os morcegos também usam estes muros como vectores de orientação e deslocação quando voam sobre terrenos agrícolas aparcelados.

Enviar um comentário