sábado, 24 de setembro de 2011

A noite dos barbastellus!

O Outono é uma época particularmente importante para os morcegos, é nesta altura que se inicia o período de cio e respectiva cópula, para tal, diversas espécies dirigem-se para locais específicos: “swarming sites”, onde tentam encontrar parceiro/a para acasalarem.
Além de ser uma época importante para os morcegos, é também uma época muito propícia para a captura de morcegos, já que abundância e diversidade de morcegos nos “swarming sites” são muito elevadas, resultando numa maior taxa de captura e diversidade.
Esta semana a sessão de captura foi curta mas bastante profícua, uma hora e meia e 3 metros de rede, resultaram na captura de 18 individuos (7♂ e 4♀ de Barbastella barbastellus, 2♂ de Miniopterus schreibersii, 1♂ de Myotis blythii, 1♀ de Myotis daubentonii e 3♂ de Myotis escalerai).

Os 11 Barbastella barbastellus, capturados são sem dúvida o dado mais interessante desta sessão de captura, de facto esta espécie de aspecto muito particular, caracterizado pelas suas orelhas triangulares, curtas, largas e quase unidas na sua base é uma espécies classificada como Informação Insuficiente (DD), visto que não existe informação adequada para fazer uma avaliação directa ou indirecta do seu risco de extinção, com base na sua distribuição e/ou estado da sua população. Um taxon incluído nesta categoria pode estar muito bem estudado e a sua biologia ser perfeitamente conhecida, contudo a falta de dados sobre a sua distribuição e/ou abundância não permite que seja incluído, inequivocamente, numa categoria de estatuto de conservação em particular. Classificar um taxon na categoria DD indica que é necessária mais informação e que se reconhece que a investigação futura é um imperativo para a desejável classificação numa categoria mais informativa, podendo ser de ameaça ou não.
A medição do antebraço dos mais de vinte indivíduos já capturados, distribuídos por 9 quadrículas 10X10 km, aponta para uma dimensão média (39,44mm) enquadrada nas medições de referência, verificando-se um antebraço médio ligeiramente superior nas fêmeas (média=39,95mm; Máx. =41,29mm Mim=39,00mm) quando comparados como os machos (média=38,94mm; Máx. =41,79; Mim=36,95), embora estes apresentem dimensões de maiores amplitudes (Max. e Min.).

2 comentários:

Jasja disse...

Very cool. They are such nice animals!

anton | bajar ares disse...

very good blog and excellent photos especially of frogs greeting: anton

Enviar um comentário