domingo, 22 de maio de 2016

Caga-lume, vaga-lume ou pirilampo


Fêmea adulta de Lamprohiza paulinoi

Os caga-lume, vaga-lume ou simplesmente pirilampos como são conhecidos vulgarmente, pertencem aos insetos Coleópteros das famílias Elateridae, Phengodidade ou Lampyridae, que têm como características mais chamativas, a capacidade de emitirem luz fosforescente. Em Portugal existem pelo menos 10 espécies diferentes de pirilampos, com comportamentos distintos, pelo que saber se é um macho ou fêmea, se está pousado ou a voar e se é uma larva ou adulto pode ajudar na sua identificação. 

Fêmea e macho adultos Lamprohiza paulinoi

Em Trás-os-Montes uma das espécies que podemos encontrar é a Nyctophila reichii, uma das espécies mais comum da Península Ibérica ou esta (Lamprohiza paulinoi) que estão nas fotos deste post. Tanto as larvas como os adultos têm a capacidade de emitirem luz nos seus últimos segmentos abdominais, através da oxidação de uma proteína chamada luceferina. Embora ambos sexos possam emitir luz, as fêmeas são as que emitem de uma forma mais frequente e contínua, tendo como objetivo atrair os machos.
Fêmea e macho aldulto Lamprohiza paulinoi

As fêmeas adultas são de tons laranja ou rosados, são ápteras (têm apenas asas rudimentar não funcionais) e normalmente brilham com luz contínua no solo ou em cima de plantas, rochas ou troncos. Têm geralmente duas grandes barras de luz no antepenúltimo e penúltimo segmento e dois pontos de luz no último segmento.
Os machos são castanhos por cima e amarelentos por baixo, têm olhos grandes e um pronotum bem desenvolvido, são voadores e raramente brilham, quando o fazem, fazem-no através de dois pontos de luz no último segmento.

Fêmea e macho aldulto Lamprohiza paulinoi

2 comentários:

lightalive disse...


Trata-se da Lamprohiza paulinoi (espécie das fotos).

E eu gostaria de ver esta reportagem no meu blog (se quiser partilhá-la, claro), que é este: http://pirilampos-lightalive.blogspot.pt/

Obrigado!

Paulo Barros disse...

Olá,
Antes de mais muito obrigado pela identificação da espécie, estes exemplares foram encontrados na freguesia de Silva no Concelho de Miranda do Douro, por se tem algum interesse.
Quanto à partilha deste post no seu blog, esteja a vontade para tal.
Muito obrigado por seguir o nosso blog.
Com os melhores cumprimentos,
Paulo Barros

Enviar um comentário